Espaço do Torcedor – Rodrigo Caio: orgulho ou decepção?

Espaço do Torcedor é a coluna quase que diária do Arquibancada Tricolor, que dá voz a todos os torcedores da arquibancada. Quer ver seu texto publicado aqui? Mande uma mensagem para nós!

Rodrigo Caio encerrou um ciclo de sua vida. Jogador que iniciou sua carreira aos 12 anos nas categorias de base Tricolor, despediu-se do clube e de seus “verdadeiros torcedores”, aos 25 anos de idade, para defender o Flamengo. Após 13 anos de serviços prestados, saiu com um injusto rótulo de “jogador de condomínio”, dado por um ex-dirigente, em 2016, através do Twitter, cujo significado, segundo o próprio, é “bonzinho, mas fraco, fraco de futebol e de personalidade”. Horas depois desta publicação, o tweet foi apagado, mas o rótulo persiste.

Felizmente, a publicação não foi capaz de apagar toda a boa impressão deixada pelo jogador até então, fato que o credenciou a jogar as Olimpíadas de 2016 no Brasil, oportunidade em que o ouro olímpico finalmente ficou com nossa Seleção. Um prêmio muito merecido pelo nosso país e pelo jogador. Entretanto, possivelmente, tal rótulo, para muitos reforçado pelo famoso episódio de fair play protagonizado pelo jogador e o centroavante Jô, do Corinthians, a má fase vivida pelo time nos últimos anos e a grande concorrência pela posição de zagueiro, fizeram com que o jogador perdesse espaço na Seleção Brasileira e uma possível convocação para a Copa do Mundo da Rússia. Uma baita derrota para um dos jogadores mais convocados durante a preparação para o torneio.

A saída de Rodrigo Caio para o Flamengo foi, em certos aspectos, decepcionante, pois nós, são-paulinos, queremos ver a “prata da casa” brilhando nos grandes times europeus; queremos ver nossas revelações se despedindo numa boa, com títulos, em coletiva de imprensa, e se possível dizendo um “até breve”. Apesar de tudo, mesmo diante de todos os episódios conturbados e da aversão de grande parte da torcida ao jogador, afirmo que estou ao lado da torcida que, lá no fundo, se orgulha de torcer para o time que revelou Rodrigo Caio; estou ao lado da torcida que se orgulha de ter visto um moleque de 17 anos vestir com muita raça e personalidade a camisa do time profissional de um gigante tricampeão da Libertadores; estou ao lado dos torcedores que se orgulham de todas as convocações de Rodrigo Caio para a Seleção Brasileira e o agradeceria pessoalmente, se tivesse a oportunidade, por me dar o gostinho de tirar uma onda com torcedores rivais, em um período de “vacas magras” do nosso Tricolor, pelo fato de nenhum jogador do time deles ter sido convocado; estou ao lado dos torcedores que se orgulham da honestidade apresentada em campo, de suas entrevistas após as derrotas, de sua inquietude diante de resultados ruins, e que em diversos momentos desejaram ter mais jogadores com sua personalidade em campo, jogando pelo nosso Tricolor.

Portanto, vá em frente Rodrigo! Obrigado por sua dedicação ao nosso Tricolor! Continuaremos torcendo pelo seu sucesso, afinal, você é “prata da casa”. Acredito que esse seja o desejo dos “verdadeiros torcedores”.






Inacio Leite

Tenho 33 anos e resido em Barretos, São Paulo. Sou Engenheiro Químico mas atualmente atuo como professor universitário e de cursos técnicos.

*A opinião do colunista não reflete a opinião do site

Foto: Rummens

Comente com sua conta do Facebook:
Você já conhece a Loja do Arquibancada? Modelos exclusivos para você mostrar o seu amor pelo Tricolor!