Ceni indica soluções para a perda de atletas
Foto: Reprodução

Na coletiva que concedeu após o empate por 1×1 contra o Corinthians fora de casa, o técnico Rogério Ceni foi confrontado acerca da saída de atletas do elenco tricolor. Para o treinador, as baixas são naturais, mas o clube deve priorizar um patamar mínimo aceitável para se desfazer de um ativo, em um valor estabelecido de no mínimo 10 milhões de euros. Além disso, dissertou sobre a destinação de parte dos recursos percebidos com as vendas, indicando que repor com jogadores da série B não seria nenhuma vergonha.

O São Paulo é time para vender jogador acima de 10 milhões de euros. Senão, é preciso dar outro jeito e arrumar dinheiro de outra maneira. Acima disso, tudo bem, acho que aí temos que pensar, planejar e irmos em uma série B. Não tem vergonha nenhuma. Não precisamos de jogadores caros, mas, sim, de destinar 10 a 20% daquele valor para trazer peças de reposição. O São Paulo já formou assim grandes times vindos do Goiás, que estava na série B. Contratou-se já vários jogadores de times menores. Não tem problema, pois não precisamos de nome, mas de desejo, alma e vontade“, explanou o treinador.

Confira abaixo no vídeo a coletiva completa. Ou clique aqui.

Tudo sobre o Tricolor!

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe tudo sobre o São Paulo FC:

Instagram | YouTube | Twitter | Canal no Telegram | Conheça a nossa Loja

Post anteriorJogos do São Paulo: Confira a agenda da semana (de 23/05 a 29/05)
Próximo PostVítor Pereira admite surpresa com formação inicial de Rogério Ceni
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.