Lucas Ribeiro fechou com o Ceará
Foto: Ricardo Duarte / Internacional

O zagueiro Lucas Ribeiro era um dos nomes especulados para fazer parte do elenco tricolor em 2022. Com direitos ligados ao Hoffenheim, da Alemanha, o defensor disputou a última temporada pelo Internacional de Porto Alegre – que, no entanto, não exerceu a opção de compra ao final do empréstimo. Após uma campanha da torcida pela sua não contratação, o São Paulo acabou desistindo do negócio e o destino de Lucas será o Ceará.

Com a saída de Bruno Alves, a comissão técnica e treinador Rogério Ceni entendiam que o São Paulo precisaria de um jogador de reposição para o setor defensivo. Além de Arboleda, Léo e Miranda, a equipe conta com os garotos Walce e Diego Costa. A ideia seria trazer um atleta que pudesse agregar e atendesse aos moldes de contratação estabelecidos pelo clube – como uma oportunidade de mercado viável.

Após a ventilação do nome do zagueiro no Tricolor, contudo, parte da torcida e alguns blogueiros que cobrem o clube fizeram campanha contra a chegada de Lucas Ribeiro. Em uma entrevista dada ao Globo Esporte na última sexta (9), o presidente Júlio Casares chegou a dizer que não bastava um jogador ser bom tecnicamente; ele precisaria se adequar aos ditames comportamentais do clube – o que pode explicar a não contratação do jogador.

Lucas Ribeiro tem apenas 22 anos e despontou para o futebol atuando pelo Vitória. No Internacional, porém, apesar de ter sido titular em alguns jogos com Abel Braga, acabou sofrendo com a concorrência e não teve mais oportunidades na equipe principal do time gaúcho. O São Paulo iria contratá-lo por empréstimo, com prazo de um ano, além de parte dos salários pagos pelo clube alemão.

Tudo sobre o Tricolor!

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe tudo sobre o São Paulo FC:

Instagram | YouTube | Twitter | Canal no Telegram | Conheça a nossa Loja

Post anteriorPara Mauro Cezar, São Paulo corre risco de cair na 1ª fase da Copa do Brasil
Próximo PostJulio Casares: “Sentimos nos olhos dele (Éder) que ele está com muita vontade e acredito que ele vai ser uma opção”
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.