Helinho
Foto: Ari Ferreira / RB Bragantino

Formado na base do São Paulo, em Cotia, o atacante Helinho não poderá, ainda, enfrentar o ex-clube. Apesar de o RB Bragantino já ter demonstrado que irá exercer a opção de compra ao final do empréstimo, o camisa 11 do Massa Bruta tem cláusula contratual vigente que o impede de enfrentar o Tricolor.

Desde 2017, a Confederação Brasileira de Futebol voltou a permitir o chamado “acordo de cavalheiros”. A previsão se encontra no artigo 35 do Regulamento Nacional de Registro e Transferência de Atletas, que trata da cessão temporária e indica que cabe aos clubes, cedente e cessionário, o ajuste nas condições de participações de atletas nas partidas.

Com problemas financeiros que giram em torno de 600 milhões de reais, a venda de Helinho, por R$23 mi, é vista com bons olhos pela diretoria do Tricolor.

Red Bull Bragantino e São Paulo se enfrentam neste domingo (24), pela 28ª rodada do Brasileirão 2021, em Bragança Paulista.

Post anteriorSão Paulo fecha ano sem derrota no Majestoso e derruba tabu de 13 anos
Próximo PostPela primeira vez desde que chegou, Ceni terá quatro dias livres de treinos
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.