Souza conta situação inusitada ocorrida entre Leão e Ceni
Foto: Reprodução

Em um bate-papo descontraído, o ex-jogador Souza, que foi multicampeão pelo São Paulo, participou do podcast Os Res da Resenha, da Jovem Pan Esportes. Além de muitos assuntos relacionados à sua época de tricolor, o irreverente alagoano, que agora faz as vezes de comentarista esportivo, relatou inúmeras situações inusitadas dos bastidores do time. Entre elas, um episódio de ruído de comando entre Emerson Leão e Rogério Ceni, nos idos de 2005.

Souza contou, aos risos, que o elenco do São Paulo já havia se consagrado campeão do Paulistão da época, mas ainda possuía mais um compromisso pela frente. Apesar de o jogador relatar que a tal última partida foi contra o Guarani, na realidade foi contra a Ponte Preta, no estádio do Morumbi, tendo o Tricolor perdido por 1×2 (confira aqui). E, no intervalo desse confronto, ocorreu o suposto atrito entre o técnico e o então goleiro.

A gente foi campeão Paulista e o treinador era Leão. Fizemos um jogo de entrega de faixa, festivo, contra o Guarani (rectius: Ponte Preta). Os caras campeões, Luizão, Cicinho, tudo virado. Na semana do jogo, estavam todos destruídos. Não houve concentração e o pessoal chegou ao jogo bêbado. E aí o adversário abriu 2×0. Rogério Ceni entrou no vestiário, no intervalo, e deu uma dura. O treinador era Leão. Ceni esbravejou, falou em falta de respeito e em honrar os milhares de torcedores que estavam no estádio. Quando ele terminou de falar, Leão foi em direção a Rogério, tomou as luvas dele e disse: ‘Agora você é o treinador e eu sou o goleiro. Você já deu a palestra. Você é o treinador, né?’ Ele ficou quieto, alguns caras gostaram para caramba“, relatou Souza.

Confira o papo no vídeo abaixo. Ou clique aqui.

Tudo sobre o Tricolor!

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe tudo sobre o São Paulo FC:

Instagram | YouTube | Twitter | Canal no Telegram | Conheça a nossa Loja

Post anteriorComo ficou a tabela do Brasileirão após o término da 3ª rodada
Próximo PostSão Paulo de camisa cinza?! Jornalista esclarece boato das redes sociais
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.