O São Paulo é eliminado pelo Lanús na Copa Sul-Americana
Foto: Fox Sports

Dois tempos é a coluna do Mário Pravato, publicada no Arquibancada Tricolor desde 2017, abordando tudo sobre o Tricolor Paulista.

Bom, se você não aceita críticas ao São Paulo, ou é fã de Fernando Diniz, Daniel Alves ou Júlio Casares, eu te recomendo a não continuar lendo essa coluna…

Vergonha, não existe outra palavra. Começo a escrever essa coluna às 23h28, poucos minutos após a goleada do Internacional em pleno Morumbi, por 5 a 1.

Parabéns Júlio Casares

Quero começar parabenizando o novo presidente, que em 20 dias perdeu o elenco. Qual era a necessidade do Casares botar a mão em setores do clube antes do final da temporada 2020? Será que precisava trazer Muricy agora, mandar todo o setor de comunicação para a rua e outras coisas?

Já escrevi aqui outra vez, Casares, assim como Natel, são filhos de Juvenal Juvêncio, ou seja, mais do mesmo. Parabéns para você que é são-paulino influente e passou meses puxando o saco dos candidatos em busca de um CARGUINHO.

E o Daniel Alves?

Espero de coração que nunca mais entre em campo. Não dá mais para contratar jogador com esse papo que é “são-paulino fanático”. O torcedor não quer o jogador pra ir pro estádio torcer junto, mas sim que ele entre em campo e honre seus altos vencimentos em campo.

Daniel Alves é o dono do time, tem falhado constantemente e nada acontece. Vamos torcer que o mesmo resolva voltar para a Europa, onde com certeza voltará a jogar muito.

Acabou o sonho!

Na minha opinião, a chance de ser campeão agora é igual a ZERO! Acabou a moral do elenco e comissão técnica, e por mais que o time faça 6 pontos contra Coritiba e Atlético-GO (que é obrigação), esse time não merece ser campeão. Ser campeão significará a manutenção de coisas erradas.

Vou além: o São Paulo não poderia sequer ir para a Libertadores (infelizmente vai e passará mais um vexame), caso contrário corremos o risco de ver Daniel Alves e algumas outras bombas serem mantidas no elenco.

Por mim, a barca começaria amanhã

Além da demissão de Fernando Diniz e as dispensas de Raí e Chapecó, eu já faria a primeira barca do elenco: Juanfran, Léo, Tchê Tchê, Daniel Alves, Tréllez, Carneiro e Paulinho Boia nem precisam acabar o campeonato. Mas isso não significa que os outros devam ficar para a temporada 2021…

Assim que o Brasileirão terminar em 24/02, daremos o nosso muito obrigado a Hernanes por tudo, mas não dá mais. E aí a nova barca pode ter Arboleda, Reinaldo, Vitor Bueno, Pablo e outros.

E agora?

Campeonato Brasileiro perdido, agora é a hora de pensar pra valer em 2021. O Paulistão irá começar na sequência do Brasileiro, será complicado montar um time, já que hoje o São Paulo tem um catado. Quem será o novo treinador? Eu já cansei de escrever aqui sobre a reconstrução do time, que deveria ter sido feita lá atrás, mas que nunca foi priorizada. Na boa? Nada vai mudar, nosso novo Leco irá seguir os passos dos últimos anos e em 2021 ficaremos mais um ano na fila!

Volto nos próximos dias, com a cabeça fria, para propor coisas diferentes para a temporada 2021.


*A opinião do colunista não reflete a opinião do site