Seleção dos Estrangeiros do SPFC

No mês de março de 2021, convidamos nossos leitores a escalarem a seleção dos melhores estrangeiros da história do São Paulo, onde disponibilizamos uma lista com 48 jogadores e 11 técnicos. Foram centenas de votos e você confere abaixo os jogadores mais votados por posição e no final da matéria apresentaremos a seleção em dois esquemas táticos diferentes: 4-3-3 e 3-5-2.

Goleiro

Essa foi barbada: com 83,6% dos votos, o goleiro escolhido foi o argentino José Poy, com o chileno Roberto Rojas (15,6%) em segundo e o também argentino Luis Bonelli em terceiro (0,8%).

José Poy disputou 524 partidas com a camisa do São Paulo entre 1949 e 1962. Poy conquistou quatro campeonatos paulistas, sendo três como jogador (1949, 1953 e 1957), além do título de 1975 como treinador.

José Poy

Zagueiros

Com seis opções para escolha, tivemos duas unanimidades nesta categoria: os uruguaios Diego Lugano e Darío Pereyra. Como nesta categoria liberamos mais de uma escolha por voto, não apresentaremos as parciais, pois elas não representariam com exatidão os votos. Fechando a lista dos mais votados, o equatoriano Arboleda vem em terceiro, com poucos votos à frente do argentino Renganeschi. O paraguaio Celso Ayala e o argentino Horacio Ameli fecham a lista, com poucos votos (menos do que dez).

Dario Pereyra disputou 453 jogos com a camisa do Tricolor e conquistou quatro títulos de Campeonato Paulista (1980, 1981, 1985 e 1987), além de dois Campeonatos Brasileiros (1977 e 1986).

Diego Lugano disputou 213 jogos com a camisa do Tricolor e conquistou quatro títulos: Paulistão 2005, Libertadores 2005, Mundial de Clubes 2005 e o Campeonato Brasileiro de 2006.

Lateral-Esquerdo

Com certeza a posição com mais deficiência nesta seleção e sem um nome de peso. O mais votado foi o uruguaio Álvaro Pereira, com 76,8% dos votos, seguido pelo compatriota Rubén Furtenbach (13,3%), o chileno Eugenio Mena (8,5%) e o argentino Clemente Rodríguez (1,4%).

Álvaro Pereira disputou 45 partidas pelo São Paulo entre 2014 e 2015, e foi eleito para as seleções dos Campeonatos Paulista e Brasileiro de 2014.

Álvaro Pereira
Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Lateral-Direito

Mais uma barbada na eleição: o uruguaio Pablo Forlán teve 91,2% dos votos e foi eleito o melhor lateral-direito estrangeiro de todos os tempos. Juanfran (ESP), Julio Buffarini (ARG), Iván Piris (PAR), Nestor Isasi (PAR) e Adrián González (ARG) juntos totalizaram 8,8% dos demais votos.

Pablo Forlán disputou 243 jogos com a camisa do São Paulo e conquistou três Campeonatos Paulistas (1970, 1971 e 1975).

Pablo Forlán

Volante

Outra unanimidade, muito por conta da falta de opções: eram apenas duas opções, e o chileno Claudio Maldonado levou com 95,5% dos votos, contra o equatoriano Héctor Carabali, que acabou atuando pouco por conta de lesões.

Maldonado disputou 99 partidas com a camisa do São Paulo e conquistou três títulos: Campeonato Paulista 2000, Torneio Rio-SP 2001 e o Supercampeonato Paulista 2002.

Foto: Rubens Chiri / São Paulo FC

Meias

Eram 11 nomes na pesquisa e houve apenas uma unanimidade: o uruguaio Pedro Rocha, com praticamente todos os votos. Assim como na categoria zagueiros, a quantidade de votos não estava limitada a apenas um.

Os outros dois meias eleitos foram: o argentino Antonio Sastre e o uruguaio Diego Aguirre.

Os outros 8 nomes ficaram na seguinte sequência: Cueva (PER), Sierra (CHI), Albella (ARG), Carrasco (URU), Matosas (URU), Martínez (PAR), Cañete (ARG) e Jonatan Gómez (ARG).

Pedro Rocha disputou 393 jogos com a camisa do São Paulo e conquistou três títulos: dois Campeonatos Paulista (1971 e 1975) e o Campeonato Brasileiro de 1977.

Antonio Sastre disputou 128 jogos com a camisa do São Paulo e conquistou três Campeonatos Paulistas (1943, 1945 e 1946).

Diego Aguirre disputou apenas 17 jogos com a camisa do Tricolor.

Atacantes

Entre os 16 nomes selecionados para o ataque, dois deles foram unânimes: o argentino Jonathan Calleri e o colombiano Aristizábal. Na sequência, dois atacantes recentes: o equatoriano Joao Rojas e o argentino Lucas Pratto.

Os outros doze nomes ficaram próximos, na seguinte classificação: Centurión (ARG), Galeano (PAR), Barrios (PAR), Chávez (ARG), Negri (ARG), Chemp (UCR), Rondón (VEN), Bóvio (URU), Pabón (COL), Carneiro (URU), Tréllez (COL) e Guisao (COL).

Calleri disputou 31 jogos com a camisa do São Paulo.

Aristizábal disputou 79 jogos com a camisa do São Paulo e conquistou o Campeonato Paulista de 1998.

Treinador

Foram onze nomes e o grande vencedor já está escalado nesta seleção, trata-se de José Poy (26,9%), que depois de aposentar as luvas, assumiu o time do São Paulo em algumas oportunidades. Outro treinador bem votado foi o húngaro Béla Guttmann (22,4%).

Os demais treinadores ficaram classificados na seguinte ordem: Juan Carlos Osorio (COL), Diego Aguirre (URU), Edgardo Bauza (ARG), Dario Pereira (URU), Pablo Forlán (URU), Roberto Rojas (CHI), Armando Renganeschi (ARG), Jim López (ARG) e Joreca (POR).

José Poy dirigiu o São Paulo entre os anos de 1964-1965, 1971-1972, 1973-1976 e como técnico foi Campeão Paulista em 1975.

Béla Guttmann dirigiu o São Paulo entre os anos de 1957-1958 e foi Campeão Paulista em 1957.

Escalações

Com base na votação, os times foram escalados da seguinte forma em cada esquema tático:

Formação 4-3-3

José Poy, Forlan, Lugano, Dario Pereira e Álvaro Pereira; Maldonado, Sastre e Pedro Rocha; Rojas, Aristizábal e Calleri. Técnico: José Poy.

Formação 3-5-2

José Poy, Dario Pereira, Lugano e Arboleda; Forlan, Maldonado, Pedro Rocha, Sastre e Álvaro Pereira; Aristizábal e Calleri. Técnico: José Poy.

*Os dados foram extraídos do Site Oficial do SPFC, Wikipédia, OGol e TransferMkt.

Post anteriorLugano estreia como comentarista do jogo do São Paulo na Libertadores na partida contra o Rentistas (URU)
Próximo PostPara ativar renovação automática, Hernanes precisa atingir meta como titular
A equipe do Arquibancada Tricolor trabalha diariamente para trazer notícias, matérias e opiniões sobre o São Paulo FC, desde 2008. O lema 'Futebol com Humor e Opinião' conduz nosso trabalho que alcança mais de 1 milhão e 500 mil seguidores nas mídias sociais.