Bosco minimiza pressão no São Paulo
Foto: Reprodução

Em entrevista ao podcast NA GRINGA, o ex-goleiro do São Paulo Bosco relembrou vários momentos de seu período no clube. Além de falar sobre a grave contusão que teve ao se chocar com o zagueiro André Dias – o que acarretou em uma fratura quase exposta, segundo suas palavras -, Bosco afirmou que, à época, não havia pressão por parte da torcida do Tricolor. E aproveitou para relatar uma situação inusitada ocorrida no CT da Barra Funda.

O curioso da estória* é que, de acordo com os registros, em verdade, ela ocorreu em 2003 quando o goleiro ainda não fazia parte do plantel são-paulino. Contudo, segundo ele, uma vaca invadiu o Centro de Treinamentos do São Paulo enquanto o elenco se preparava para alguma partida.

Antes de eu chegar no São Paulo, havia muito isso de pressão. Aquela história da pipoca, de terem jogado pipoca e tal. Mas o tempo que eu passei no São Paulo foi a melhor época do clube, então não havia pressão. A única que teve foi um dia que entrou uma vaca sem querer no CT. Ali foi uma pressão, literalmente, por ter uma vaca correndo ali dentro. Mas não havia pressão porque o time vivia um período muito bom“, relatou, jocosamente, o ex-goleiro.

Veja aqui o dia em que uma vaca entrou no CT do São Paulo e causou um alvoroço no CT da Barra Funda.

Confira o vídeo completo abaixo. Ou clique aqui.

Post anteriorContusão de principal ativo do elenco faz São Paulo trabalhar por outras vendas na próxima janela
Próximo PostToró recebeu proposta da Bulgária, segundo jornalista
Matheus Tévez é formado em Direito pela UFBA, cursa Letras, além de ser professor, escritor e articulista. Mas a sua grande virtude é ser são-paulino doente desde os tempos em que Válber doutrinava na zaga.