Jandrei e Felipe Alves
Fotos: Rummens e Rubens Chiri / saopaulofc.net

Para quem cresceu vendo as fantásticas atuações de Zetti e todo o crescimento de Rogério Ceni como goleiro, líder e ídolo, não tem como não olhar para o gol do São Paulo, desde 2016, e não ficar revoltado com os nomes que passaram por lá, os que ainda estão e aqueles que foram desperdiçados no mercado.

É bom sempre deixar claro que esta coluna não é um caça às bruxas aos goleiros, os nomes que passaram e os que estão no Tricolor não tem culpa nenhuma disto, mas sim as gestões dos últimos anos, que simplesmente se esqueceram do fantástico histórico do São Paulo com goleiros, que além de Zetti e Ceni, também tiveram nomes como Poy, King, Mário, Waldir Peres, Sérgio Valentim, Gijo, Picasso, e tantos outros.

Veja também:
Os maiores goleiros da história do São Paulo

Vou evitar voltar muito no tempo, não vale a pena citar as temporadas 2016-2021 aqui, caso contrário esta coluna opinativa iria se transformar em um artigo da Wikipédia. Vamos falar à partir de 14 de maio deste ano, 2022, quando o São Paulo anunciou a venda de Tiago Volpi para o Toluca do México. Naquele momento, Volpi era reserva de Jandrei e a janela de transferências do futebol brasileiro já estava fechada desde 12 de abril.

Com a saída de Volpi, Jandrei tornou-se ainda mais titular, com o jovem Thiago Couto assumindo a reserva imediata e com os também jovens Young e Rokenedy se revezando no posto de terceiro goleiro. Naquela época, houve um boato envolvendo os nomes de Diego Alves, Neto e Maílson, como possíveis reforços para julho, com a abertura da janela.

A gestão do São Paulo simplesmente “sentou em cima” do assunto novo goleiro, pelo visto não foram atrás de ninguém e acreditaram que o que tínhamos naquele momento no elenco, era mais do que suficiente para jogar o Brasileirão, a Copa do Brasil e a Copa Sul-Americana, mesmo Thiago Couto tendo apenas 23 anos e menos de 5 jogos como profissional na época.

Vamos falar a verdade aqui, Jandrei é esforçado, pegou dois pênaltis na decisão das oitavas de final da Copa do Brasil contra o Palmeiras, mas não é goleiro para ser titular do São Paulo. Vejo Jandrei sendo um “Bosco“, aquele goleiro experiente do banco de reservas, acostumado a comemorar os gols da equipe e a jogar alguns jogos na temporada.

Ainda sobre Jandrei, a sua contratação já foi um pouco estranha, não? O goleiro chegou ao Tricolor ganhando o dobro daquilo que ganhava no Santos. O que Jandrei fez na Vila Belmiro, para merecer um aumento de 100% em seu salário? Eu respondo: fez apenas um jogo pelo Santos… Mais um caso isolado envolvendo negociações no São Paulo FC.

Eis que Jandrei se contundiu, a contusão que era apenas um trauma, se transformou em uma possível fratura na coluna lombar, que até agora não teve qualquer comunicado vindo do São Paulo e de seu Departamento Médico. Para quem acompanha o São Paulo há bastante tempo, também é mais um “caso isolado” envolvendo o DM do nosso Tricolor Paulista…

Essa contusão de Jandrei aconteceu em 17 de julho, véspera da abertura da janela de transferências e quando o São Paulo tinha ainda alguns dias para contratar um novo goleiro e poder inscrevê-lo para as quartas de final, tanto da Copa do Brasil, como da Copa Sul-Americana. E o que o São Paulo fez? Nada. Levaram dias para perceber que a contusão de Jandrei era ainda pior o time ficou apenas com seus jovens goleiros, com duas decisões a caminho, fora todo o segundo turno do Brasileirão.

Depois de perder o prazo de inscrições para a Copa do Brasil, eis que o São Paulo encontrou uma “solução” para o gol: trouxeram Felipe Alves, o goleiro reserva do 19º colocado do Brasileirão, que estava emprestado pelo 20º colocado daquele momento, pela bagatela de 200 mil dólares (ou mais de 1 milhão de reais) por um empréstimo até o final de 2023!

Bom, vamos tentar chegar ao final disto tudo: agora o São Paulo tem dois goleiros (Jandrei e Felipe Alves) que no máximo serviriam como reservas, além de três jovens garotos (Thiago Couto, Young e Rokenedy).

Quando é que teremos novamente um grande goleiro? Será que o tal patrocinador que bancou a contratação de Galoppo, não poderia ter bancado um goleiro de verdade? Isso que eu vou evitar entrar no assunto Lucas Perri, que em breve será perdido de graça, em mais um caso isolado da grande gestão que administra o Tricolor Paulista há tantos anos!


*As opiniões expressas aqui são de responsabilidade do autor do texto, e não refletem a opinião do site

Tudo sobre o Tricolor!

Siga o Arquibancada Tricolor em suas redes sociais e acompanhe tudo sobre o São Paulo FC:

Instagram | YouTube | Twitter | Canal no Telegram | Conheça a nossa Loja

Post anterior“Encontrei 11 anos de defasagem no REFFIS” – Turíbio Leite de Barros em Live
Próximo PostIgor Gomes não renovará e deve sair do São Paulo, segundo jornalista
Um dos fundadores do Arquibancada Tricolor, fã do M1TO Rogério Ceni e amante do bom futebol. Tenho perdido algumas horas de sono vendo NBA e NFL.