Borges abre o marcador em 2008 contra o Atlético-MG
Foto: Reprodução Youtube

Jogo válido pela vigésima quarta rodada do segundo turno do Campeonato Brasileiro de 2008. O São Paulo visitou o Atlético-MG no estádio do Mineirão, com o foco em colar de vez na zona da Libertadores da América.

O jogo

O técnico Muricy Ramalho permaneceu com o esquema tático padrão dos últimos jogos (3-5-2), mas apenas com uma alteração na ala esquerda: o lateral Júnior entrou no lugar de Jorge Wagner.

Primeiro tempo com São Paulo com dificuldades e gol contra.

Desde o início da partida, o São Paulo teve muitas dificuldades para evitar o bom ritmo dos mineiros. Em chutes de longe, os donos da casa, chegavam a todo tempo com finalizações à distância com Calixto, Lenilson e Jael.

Os volantes Márcio Araújo e Serginho eram muito eficientes no combate e chegavam bem à frente. O Tricolor tentava ficar mais com a bola e chegar mais na parte ofensiva, mas, com pouca criação para minuciar o seu ataque.

Porém , aos 18 minutos, Dagoberto lançou Hugo pela esquerda, o meia cruzou para Borges que fez o movimento de calcanhar, mas o zagueiro Marcos desviou para o gol. Mesmo assim, os são-paulinos comemoraram o tento marcado. O árbitro deu o gol para o camisa 17.

Segundo tempo com Tricolor apático e empate.

Na etapa complementar, o Atlético-MG foi mais ofensivo e chegava principalmente pela direita com Mariano, o ala, sempre muito forte no apoio. O volume de jogo dos mineiros, era muito eficaz no duelo.

Mas, por outro lado, o São Paulo teve a chance de ampliar o placar, com Hugo. O camisa 18, após cobrança de escanteio, testou a bola na trave após a cobrança de escanteio. Durante boa parte do tempo, o Tricolor não conseguiu ser agressivo e ficou muito atrás, na defesa.

Só que aos 35 minutos, os atleticanos igualaram o duelo. Em boa jogada de Mariano pela linha de fundo, o jogador chegou nas costas da defesa, passou para Márcio Araújo que chutou leve, mas, o zagueiro Rodrigo cortou mal a bola e foi direto para as próprias redes. O Galo conseguiu o empate de forma merecida.

Com o final do jogo, no placar de um gol para cada lado. Vale destacar, mais uma atuação ruim do São Paulo no Campeonato Brasileiro. A equipe caiu para o 6° lugar na classificação com 39 pontos e ficou distante dos líderes.

Ficha Técnica

Campeonato Brasileiro – 24º rodada

Atlético-MG
Edson, Mariano, Marcos, Leandro Almeida, Calixto, Rafael Miranda, Serginho, Márcio Araújo, Lenilson, Renan Oliveira (Castillo) e Jael (Pedro Paulo)
Técnico: Marcelo Oliveira.

São Paulo
Rogério Ceni, Rodrigo, André Dias, Miranda, Zé Luís, Richarlyson, Jean, Júnior (Jorge Wagner), Hugo, Dagoberto (Eder Luís) e Borges.
Técnico: Muricy Ramalho.

Local: Estádio do Mineirão
Data: 03/09/2008
Horário: 22:00
Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)
Assistentes: Alcides Augusto de Lira Junior (PE) e Ubirajara Ferraz Jota (PE)
Cartões Amarelos: Marcos (CAM), Serginho (CAM), Júnior (SPO) e Jean (SPO)
Gols:  1ª Tempo: 18′ – Borges (SPO) / 2ª Tempo: 36′ – Márcio Araújo (CAM)

Melhores Momentos

(Caso não esteja visualizando o vídeo, clique aqui.)

Confira os jogos anteriores

1ª Rodada – São Paulo 0 x 1 Grêmio
2ª Rodada – Athletico 1 x 1 São Paulo
3ª Rodada – São Paulo 1 x 1 Coritiba
4ª Rodada – Santos 0 x 0 São Paulo
5ª Rodada – São Paulo 5 x 1 Atlético/MG
6ª Rodada – Flamengo 2 x 4 São Paulo
7ª Rodada – São Paulo 1 x 0 Sport
8ª Rodada – Cruzeiro 1 x 1 São Paulo
9ª Rodada – São Paulo 1 x 1 Ipatinga
10ª Rodada – Náutico 2 x 1 São Paulo
11ª Rodada – São Paulo 2 x 1 Palmeiras
12ª Rodada – Vitória 1 x 3 São Paulo
13ª Rodada – São Paulo 2 x 1 Botafogo
14ª Rodada – Internacional 2 x 0 São Paulo
15ª Rodada – São Paulo 3 x 1 Portuguesa
16ª Rodada – Figueirense 1 x 1 São Paulo
17ª Rodada – São Paulo 4 x 0 Vasco
18ª Rodada – Fluminense 3 x 1 São Paulo
19ª Rodada – São Paulo 2 x 1 Goiás
20ª Rodada – Grêmio 1 x 0 São Paulo
21ª Rodada – São Paulo 3 x 1 Athletico-PR
22ª Rodada – Coritiba 2 x 2 São Paulo
23ª Rodada – São Paulo 0 x 0 Santos


Alan Ribeiro Gomes. Tenho 27 anos, formado em Jornalismo e atualmente faço graduação em Educação Física. A torcida pelo São Paulo Futebol Clube iniciou através de meu pai desde criança. A partida decisiva da final do Campeonato Paulista de 1998 foi um dos grandes marcos em minha vida. Ao longo dos anos, a paixão pelo tricolor só aumentou, independente de vitórias ou derrotas. Acompanhar o Clube da Fé é algo que faz parte da minha vida.

Foto: Reprodução Youtube