Reprodução / Twitter do São Paulo

Em jogo válido pela vigésima sexta rodada do segundo turno do Campeonato Brasileiro de 2008. O São Paulo foi a cidade do Recife visitar o Sport no estádio da Ilha do Retiro. Com o objetivo de engatar a sua segunda vitória consecutiva.

O jogo

O técnico Muricy Ramalho manteve o esquema tradicional com três zagueiros. Mas, teve que realizar uma alteração. Promoveu Joílson na ala direita por conta da suspensão de Jean. Sendo assim, deslocou Zé Luís para atuar ao lado de Hernanes. No restante, foi a mesma equipe que jogou contra o Flamengo na rodada passada.

Primeiro tempo com equilíbrio e poucas chances.

A partida foi bem disputada durante a primeira etapa. O time da casa com um ambiente mais favorável, pelo fato de obter a torcida ao seu favor, partiu para cima. Com isso, explorava a velocidade e os arremates de longa distância. Ameaçando a meta de Rogério Ceni!

Por outro lado, o Tricolor mais postado na defesa, explorava os contragolpes e com eficiência, aproveitava os espaços deixados pelos pernambucanos. Sempre pela esquerda, Dagoberto e Hugo foram os jogadores mais perigosos pelo lado são paulino. Inclusive a melhor chance do São Paulo foi com Hugo. O camisa 18, pela esquerda, apareceu com liberdade e arrematou um chute cruzado rasteiro e a dita cuja, bateu na trave. O atacante André Lima tentou pegar o rebote , mas não acertou a bola. Porém, o atacante estava em impedimento e o lance foi paralisado. Este foi o lance mais perigoso do São Paulo na partida, até o momento.

Segundo Tempo com defesa bem postada e Dagoberto mais perigoso

Na etapa complementar, o que faltou de criação, a defesa tricolor segurou bem a pressão do anfitrião. Em muitas vezes, impediu as investidas de Carlinhos Bala e Luciano Henrique. Ao longo da partida, a dinâmica foi desenhada. O Sport impondo pressão e o São Paulo segurando na defesa.

No ataque, Dagoberto foi o mais incisivo nas jogadas, mas a forte marcação e as boas defesas de Magrão evitou os êxitos das investidas do atacante.

Resultado final de zero a zero no marcador. Pelo que  foi apresentado em Recife, o empate foi justo. Mas, o tricolor, permanece na quinta posição, agora com 43 pontos.

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro 2008 – 26° Rodada

Sport Recife 0 x 0 São Paulo

Sport Recife
Magrão, Igor, César Lucena, Durval, Júnior Maranhão, Kássio(Luciano Henrique), Andrade (Sandro Goiano), Dutra, Wilson, Carlinhos Bala e Enílton (Ciro). 
Técnico: Nelsinho Baptista.

São Paulo
Rogério Ceni, Rodrigo, André Dias, Miranda, Joílson, Zé Luís, Hernanes, Jorge Wagner, Hugo, Dagoberto (Richarlyson) e André Lima (Eder Luís).
Técnico: Muricy Ramalho.

Local: Estádio Ilha do Retiro, Recife, Pernambuco
Data: 21/09/2008
Horário: 16:00
Árbitro: Djalma José Beltrami Teixeira (RJ)
Assistentes: Milton Otaviano dos Santos (RN) e Hilton Moutinho Rodrigues (RJ)
Cartões Amarelos: Rodrigo (SPO), Dagoberto (SPO), César (SPT) e Júnior Maranhão (SPT)
Cartões Vermelhos: Miranda (SPO)

Melhores Momentos

(Caso não esteja visualizando o vídeo, clique aqui)

Confira os jogos anteriores

1ª Rodada – São Paulo 0 x 1 Grêmio
2ª Rodada – Athletico 1 x 1 São Paulo
3ª Rodada – São Paulo 1 x 1 Coritiba
4ª Rodada – Santos 0 x 0 São Paulo
5ª Rodada – São Paulo 5 x 1 Atlético/MG
6ª Rodada – Flamengo 2 x 4 São Paulo
7ª Rodada – São Paulo 1 x 0 Sport
8ª Rodada – Cruzeiro 1 x 1 São Paulo
9ª Rodada – São Paulo 1 x 1 Ipatinga
10ª Rodada – Náutico 2 x 1 São Paulo
11ª Rodada – São Paulo 2 x 1 Palmeiras
12ª Rodada – Vitória 1 x 3 São Paulo
13ª Rodada – São Paulo 2 x 1 Botafogo
14ª Rodada – Internacional 2 x 0 São Paulo
15ª Rodada – São Paulo 3 x 1 Portuguesa
16ª Rodada – Figueirense 1 x 1 São Paulo
17ª Rodada – São Paulo 4 x 0 Vasco
18ª Rodada – Fluminense 3 x 1 São Paulo
19ª Rodada – São Paulo 2 x 1 Goiás
20ª Rodada – Grêmio 1 x 0 São Paulo
21ª Rodada – São Paulo 3 x 1 Athletico-PR
22ª Rodada – Coritiba 2 x 2 São Paulo
23ª Rodada – São Paulo 0 x 0 Santos
24ª Rodada – Atlético-MG 1 x 1 São Paulo
25ª Rodada – São Paulo 2 x 0 Flamengo


Alan Ribeiro Gomes. Tenho 27 anos, formado em Jornalismo e atualmente faço graduação em Educação Física. A torcida pelo São Paulo Futebol Clube iniciou através de meu pai desde criança. A partida decisiva da final do Campeonato Paulista de 1998 foi um dos grandes marcos em minha vida. Ao longo dos anos, a paixão pelo tricolor só aumentou, independente de vitórias ou derrotas. Acompanhar o Clube da Fé é algo que faz parte da minha vida.

Foto: Reprodução / Twitter do São Paulo